Highlights da FIMS – A Feira Internacional de Música do Sul

A Feira Internacional de Música do Sul iniciou ontem, e hoje apresenta uma programação incrível que inclui showcases, mesas redondas, palestras, workshops e muito mais! Tudo online, respeitando as orientações da OMS.

A FIMS não é um festival, é a Feira Internacional da Música do Sul. Nos últimos anos se consolidou como um dos eventos mais importantes da cadeia produtiva e criativa da música do Sul do País. Com a participação de artistas, empresários, produtores, donos de selos, gravadoras, diretores de festivais e um público interessado de todo o país, a feira tem o grande objetivo de congregar agentes do setor musical a fim de promover encontros de formação e capacitação, e consequentemente movimentar o mercado e promover o intercâmbio entre a região sul e o resto do país.

As nossas editoras, selecionaram alguns destaques da programacão, pra você não perder os melhores momentos da FIMS!

Palestras

Recuperação do mercado musical: lições da Ásia
(Palestra em Inglês)

Dia 11 – Sexta-feira – das 14h às 14h30

A palestra dará uma visão geral ampla de como os festivais na Ásia estão lidando com o impacto da pandemia e dos “lockdowns”. Para ilustrar, os exemplos principais serão alguns festivais principalmente do subcontinente indiano, mas também de outros países. A ideia é fornecer um apanhado e uma visão geral para produtores de festivais, artistas e seus managers

Divya Bhatia (Jodhpur RIFF)

Blizzer apresenta: música e ciência, da produção à distribuição

Dia 11 – Sexta-feira – das 20h às 20h30

Como os avanços digitais impactam o mundo fonográfico e quais as próximas tendências do mercado geradas a partir da tecnologia.

Mesas Redondas

Pensando o novo normal do mercado musical

Dia 11 – Sexta-feira – das 16h às 17h

Muito já tem se discutido de que o setor cultural foi um dos mais atingidos pela pandemia. Foram os primeiros profissionais a pararem suas atividades e muito provavelmente serão os últimos a retornarem plenamente quando a economia estiver normal. Mas é justamente a dúvida sobre esse “normal” que ronda a cabeça de todos os agentes da cultura. Na música não é diferente, e o setor de eventos, por exemplo, tem debatido intensamente protocolos e medidas de segurança que passarão a ser rotina para todos eles. A única certeza é que não será mais possível pensar no mercado musical exatamente como ele era, principalmente o ao vivo. Assim, precisamos realmente pensar como vamos estar inseridos em um contexto profissional sustentável dentro dessa outra realidade.

Participantes: Gutie (Festival RecBeat), Luciana Simões (Festival BR135), Giorgio Varas (Womad), Paula Abreu (SummerStage)
Mediação: Fredy Kowertz (Tertúlia Produções)

Novos formatos musicais

Dia 11 – Sexta-feira – das 18h30 às 19h30

O isolamento transformou a maneira com o que o público se relaciona com a arte de uma forma geral, especialmente com a música. Todos os hábitos da sociedade, na verdade, se encontram em profunda mudança. Os artistas e a produção musical como um todo também teve que se adaptar a este período. Novos tipos de produção e “encontros” musicais foram possíveis graças a uma série de ferramentas tecnológicas, e dessa criatividade forçada surgiram novos formatos e idéias de difusão e produção musical que tendem a permanecer em um mundo pós pandemia convivendo com os mecanismos mais tradicionais. É fundamental debatermos esses novos formatos para que toda cadeia produtiva e criativa encontre soluções sustentáveis e viáveis comercialmente.

Participantes: Fabiane Pereira (Papo de Música), Zé Ricardo (Palco Sunset / Rock in Rio), Drik Barbosa (Laboratório Fantasma), Amanda Bittar (Favela Sounds)
Mediação: Bina Zanette (Santa Produção)

Workshops

Como produzir um Show – Ivanna Tolotti (Tum Sound Festival)

Dia 11 – Sexta-feira – das 15h às 16h

O workshop apresenta os processos e as etapas da produção de um show musical. da ideia ao espetáculo, O conteúdo é uma abordagem sobre pré-produção, produção e pós- produção. Vamos falar de contratos, rider técnico, fornecedores, logística, atendimento de camarim e muito mais. O conteúdo do workshop é multimídia, com explanações técnicas, histórias reais, vídeos, depoimentos e algumas surpresas da produção de um show. A ideia é proporcionar aos participantes uma apresentação dinâmica que remete às emoções que o produtor sente e vivencia na produção de um show. Vamos mostrar alguns cases, depoimentos, e outros temas relevantes à uma produção de sucesso.

Comunidade, narrativas e lastro fonográfico: Alicerces para construção de uma carreira a longo prazo – João Bagdadi (Selo Risco)

Dia 11 – Sexta-feira – das 16.30h às 18h

Com 1h30 de duração a atividade apresentará metodologias, estruturas e conceitos que subsidiam estratégias para o planejamento de carreira de artistas musicais no Séc XXI.

Para acessar a programação completa acesse: http://www.fims.com.br/wp-content/uploads/2020/programas/FIMS_programacao201209.pdf